Rolls-Royce quer desenvolver motor espacial nuclear para chegar a Marte em menos tempo

A Rolls-Royce é a empresa que mais máquinas coloca a voar. Assim, no que toca a motores para a avião, a empresa britânica seguramente tem uma palavra a dizer. Nesse sentido, voar até Marte pode demorar menos tempo se for desenvolvido um motor espacial nuclear.

Segundo o que foi dado a saber, a Rolls-Royce e a Agência Espacial do Reino Unido irão trabalhar juntas para desenvolver um motor movido a energia nuclear. O objetivo é reduzir o tempo de viagem até ao planeta vermelho.

Ilustração de motor nuclear da Rolls-Royce para ir a Marte


Rolls-Royce quer desenvolver um motor nuclear para ir a Marte

Tal como a NASA e a SpaceX que têm feito um trabalho conjunto no que toca ao desenvolvimento de tecnologias para viajar no Espaço, também está no horizonte da Rolls-Royce e da Agência Espacial do Reino Unido trabalhar juntas para desenvolver um motor movido a energia nuclear. Atualmente, com um motor comum a viagem dura quase oito meses. Com um movido a energia nuclear, levaria apenas três ou quatro meses.

Assim, com esta tecnologia, já pensada há mais de 50 anos, as viagens seriam mais curtas, os astronautas estariam expostos a menos radiação durante o voo. O objetivo é que a viagem seja o mais segura possível, assim como mais barata.

A energia nuclear espacial e a propulsão são conceitos revolucionários. Eles podem desbloquear futuras missões no espaço profundo.

Referiu Graham Turnock é Diretor Executivo da Agência Espacial do Reino Unido.

Ilustração de Marte, Terra e Sol

Rolls-Royce: Motor nuclear parece ser a solução

Não é a primeira vez que se fala neste tipo de tecnologia para viajar mais rápido pelo Espaço. Já em novembro passado, a empresa USNC-Tech afirmava que projetara um novo motor termonuclear capaz de levar os astronautas ao Planeta Vermelho em apenas três meses.

O projeto apresentado referia o uso de microcápsulas de cerâmica de combustível de alto teor de urânio enriquecido (HALEU ou high assay low enriched uranium).

Claro que tudo isto não apareceu agora. Entre 1961 e 1972, a NASA trabalhou para criar um motor movido a energia nuclear. No entanto, os cortes no orçamento obrigaram o programa a ser suspenso.

Leia também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *