Rede IPTV Pirata utilizada por milhões de pessoas foi desmantelada!

Não é novidade para ninguém que as autoridades estão muito em cima das redes de distribuição de sinal IPTV Pirata. Afinal, em 2020, muitas foram as operações um pouco por todo o mundo para tentar erradicar este submundo.

Pois bem, a segunda fase da Operação 404 acabou de acontecer, com mais de 300 serviços de assinatura de TV via IPTV Pirata a desaparecer do mercado. 300 serviços que por sua vez serviam mais de 26 milhões de pessoas.



rede iptv piratarede iptv pirata

Portanto, a Aliança Contra a Pirataria de TV por Assinatura (Alianza) veio a público anunciar que o principal objetivo era um fornecedor de IPTV Pirata com 727 mil utilizadores registados. Um serviço que pasme-se, contava com 20 funcionários, conseguindo arrecadar cerca de 18 milhões de dólares todos os anos. Assim, 38 servidores acabaram desligados! Que por sua vez retransmitiam 3200 canais ao vivo, 3000 filmes e ainda 300 séries.

Caso não saiba, a Alianza é mantida por vários gigantes da indústria. Onde podemos incluir a Sky, Nagra, Motion Picture e ainda a ABTA. Uma associação que por sua vez veio a público anunciar que a operação foi um sucesso tremendo. Afinal, além do principal objetivo, foram ainda derrubados 252 sites e 65 aplicações.

Porquê esta guerra contra o IPTV?

É simples, a TV paga tradicional tem sofrido com a perda de clientes! Tudo devido ao facto de nem todos os utilizadores terem posses para pagar um serviço de subscrição legal. Entretanto, a oferta de serviços de streaming legítimos é cada vez melhor! Com a grande vantagem do utilizador escolher o que quer assistir quando bem entender, e claro, sem pausas para anúncios.

Por isso, algo tem de ser feito… E assim, esta guerra vai apenas aumentar de tom.


Ademais, o que pensa sobre tudo isto? Partilhe connosco a sua opinião nos comentários em baixo. Gosta da Leak? Contamos consigo! Siga-nos no Google Notícias. Clique aqui e depois em Seguir.

Quer receber notificações gratuitas no seu smartphone ou computador sempre que lançamos um novo artigo? Clique aqui.

Siga-nos no Facebook, Twitter, Instagram! Quer falar connosco? Envie um email para [email protected].